REVIEW – DEXTER 8×10: GOODBYE MIAMI

dex10Paralisado.
Em clima de despedida, o décimo episódio da última temporada de Dexter, já me deixou saudosista em relação à série por meio dos anúncios de partida do nosso querido serial killer com little Harry para “espairecer”.

Apesar do choque de todos, realmente é bem plausível a ideia de que Dex e Harry precisam de novos ares, por mais que o povo da Miami Metro só saiba da missa a metade. Nós, que acompanhamos todos os conflitos e encruzilhadas em que Dexter se meteu, podemos entender a “fuga” e até mesmo a vontade de construir uma nova vida com Hannah. Fica a questão de se essa nova vida inclui ou não o dark passenger. Dex parece acreditar piamente que não precisará mais matar. Será?
De qualquer forma, creio que não chegaremos a saber da resolução dessa questão. Não pelo término da série, mas por uma falha no plano de fuga da nova família Morgan-McKay. Mais do que não sair como o planejado, temo que mais membros dessa família morram. No fim das contas, Dexter não é o psicopata perfeito, descobre dentro de si sentimentos, afeto e responsabilidade pelo outro. Essa posição dele entre dois mundos o deixa paralisado e o leva a falhar.
Ganhei o bolão, Vogel caiu, mas fiquei triste, porque afinal ela não estava escondendo nada. E além de tudo, escolheu Dexter, o filho preferido. Com sua morte pudemos enxergar o vínculo estabelecido entre os dois.
O confronto final que se dará nos próximos dois episódios será o mais complicado, até agora. Dexter nunca teve tanto a perder. Contra alguém que não tem nada, contra o psicopata perfeito.
A entrega de Debra a Quinn para mim fez sentido, ainda mais no momento em que, mesmo sentindo muito, se libertará de Dexter. E também parece representar mais segurança para a personagem na série. Não sei, mas sinto que Deb não vai (e espero muito) morrer.
Pois é, estamos chegando ao fim e apesar dos pesares, sinto como o final de Lost, não importa tanto os tropeços agora. Já estou sentindo falta da série mesmo sabendo que estava mais do que na hora de terminar. Que comece o final.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s