REVIEW – DEXTER 8×09: MAKE YOUR OWN KIND OF MUSIC

dex09

Convenção de serial killers.

   Apesar da piada de Debra, ao perguntar se o encontro de Dexter, Hannah e Zach era uma convenção de matar (como diria o locutor da sessão da tarde), acaba de se identificar um ilustre convidado desse grande evento de porte internacional. Daniel Vogel, mais conhecido como “O Neurocirurgião”, veio de mansinho, comendo pelas beiradas (mais alguma expressão popular?), e não só furou o “zóio” de Dex, pegando a Cassie, como enganou todos nós com sua cara de bobo. O “falecido” filho de Vogel estava o tempo todo por perto e visível. Arrepiei com a cena da identificação naquele programinha super-sônico, aí a gente se pergunta porquê ainda existem equipes de polícia, se um psicopata nerd e um computador dão conta de todo o serviço sozinhos.

   A temporada parece ter começado de fato, ao mesmo tempo em que Dexter parece estar cada vez mais “humano”. Humano no sentido de se apaixonar, ser irracional e perder o controle que tinha tão certo em suas mãos no início da série. Acontece que nosso querido protagonista não é o psicopata perfeito que Vogel pensava, suas emoções afetaram sua razão. “Ficar entre dois mundos é perigoso” E agora, combater um cara frio e meticuloso sem nada a perder, não será tão trivial como era antes. Ainda mais tendo que, ao mesmo tempo, esconder Hanninha e manter seu disfarce trabalhando na Miami Metro.

   No “outro mundo”, temos um Dexter que diz “eu te amo” e quer largar tudo para ter uma vida tranquila com seu filho e a fugitiva por quem é apaixonado, na Argentina. Parece até novela, e para muitos que não curtem o Dex-com-sentimentos, deve ser piegas. De qualquer forma, esse sempre foi o grande conflito central da série. Dexter com ele próprio, o dark passenger, como chamava.

   Enquanto isso, Deb está de dar orgulho voltando pra polícia, sacando a do Oliver, encantando Quinn (não sei o que achar disso, mas ela parece até estar gostando) e tudo isso ainda fazendo piada com o irmão assassino e comendo a saladinha da cunhada famosa por envenenar pessoas. Se você não gosta mais do protagonista, Deb salva e merecia até spin off (Debra Morgan on FBI: Fucking Bunch of Idiots).

   Assim caminhamos para o fim, faltam apenas 3 episódios e o conflito final parece estar definido. Espero, por favor produção, mais surpresas no caminho, e não mais enrolação até o season finale. E agora começa o bolão: “Quem vai morrer no final?”. Por enquanto aposto na Vogel. O que acham?

Review também disponível no Portal Conquistadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s