REVIEW – DEXTER 8×07: DRESS CODE

dex07Um furacão.

Hannah McKay voltou mesmo para abalar as estruturas da segunda metade dessa temporada final. Até então o enredo só ameaça engrenar, e parecemos estar em eternos preparativos para o grand finale. Que assim seja realmente, um GRAND FINALE, só que não adianta muito só o finale ser grand. Não sei se é só a minha opinião, mas sinto uma temporada um tanto arrastada, um ritmo constante de pouco avanço. O que talvez fosse mais aceitável para qualquer outra temporada, que não a última. Enfim, vamos ao episódio.

Acredito no poder do furacão McKay, que segundo Dexter “suga tudo ao seu redor, não deixando nada para trás”. A chegada da ex parece estar marcando um ponto de avanço na história, de onde crescerá continuamente até o clímax, sem mais retrocessos, assim espero. Hanninha (sou íntima) já chegou desestabilizando a recém recuperada relação dos irmãos Morgan. Dexter, apesar de tentar se manter centrado, já não tem mais tudo sob seu controle há algum tempo. Os desleixos do nosso tão impecável psicopata foram se acumulando, provando cada vez mais sua humanidade, ratificada pelo amor que sente por Hannah. (Dexter está até ci-u-men-to!)\

plot do Zach (Bieber) Hamilton, sinceramente, me deixa: senão sonolenta, irritada. Porque ele não me cativou e está escrito na testa dele que vai dar merda, ou melhor, que ele vai fazer merda, a gente só não consegue ver, porque a franjinha tampa. Dexter está vacilando muito com esse aspirante a psicopata. Seu pupilo está claramente descontrolado, matou (provavelmente) a vizinha, e recebe destaque demais para não ser parte importante dos conflitos finais. A questão é: Que personagem super importante ele vai matar no fim? Se ele matar a Deb…Se qualquer um matar a Deb…Ai ai.

Só espero que a partir de agora as coisas fiquem realmente tensas e o ritmo se acelere com acontecimentos surpreendentes. Quero muito que eles fujam dos próprios clichês e nos deixem boquiaberta.

Sobre as histórias paralelas: Quinn não parece muito afim de se amarrar na babá, não sei o que comentar sobre a filha “pardon my tits” de Masuka e Vogel continua uma incógnita.

Review também disponível no Portal Conquistadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s