SCAR TISSUE (Dexter S08E04)

dex04
The loving sister.
O quarto episódio da última temporada de Dexter começa com Debra imaginando matar Dexter ao invés de LaGuerta no contêiner. Por alguns minutos desejei que fosse um episódio todo dessa realidade alternativa, mas logo fui lembrada de que a série não faz esse tipo de episódio totalmente diferente e acabou que a realidade de sempre está bem mais interessante do que eu esperava.
Jennifer Carpenter continua dando show interpretando “a amável irmã” de um psicopata. A personagem teve um amadurecimento incrível desde a primeira temporada (também, com tudo o que ela passou… “What doesn’t kill you makes you stronger“) e se tornou mais uma protagonista da trama. Lembro-me do jeito que eu torcia por Dexter nas primeiras temporadas, é como torço por Deb agora; ele não deixou de ser meu querido serial killer, é que Debra Morgan conquistou seu merecido espaço.
Vogel continua muito interessante e um tanto duvidosa. Parece estar realmente ajudando, ao mesmo tempo em que manipula tudoAinda não sabemos o que ela quer, mas estamos chegando perto. Tudo o que ela diz faz muito sentindo e é muito cativante ter alguém analisando as relações de Dexter com o mundo, em paralelo à sua voz de narrador. Entretanto foi muito bom vê-lo saindo da gaiola de rato de laboratório ao descobrir que a neuropsiquiatra estava mantendo relatórios de conversas dos dois. Enquanto isso, embora ainda não saibamos (sorry, não encontrei uma palavra que soe melhor) a identidade do neurocirurgião, o novo potencial alvo de Dexter, A. J. Yates, mostrou-se mais esperto que a maioria de suas vítimas e ainda não foi parar nas correntes do golfo.
Voltando a Deb, Vogel parece ter provocado uma mágica catarse e limpado a consciência da nossa fucking boca suja, porém, essa resolução repentina tomou rumos inesperados, pelo menos pra mim. Ok, fiquei desconfiada com o olhar todo confiante e otimista de Deb e aquele papo de que “se o Harry não aguentou, porque EU tenho que aguentar essa merda?“, mas assim como todos os telespectadores (ou não), quis acreditar que os Morgan voltariam a se dar bem, arrepiei com a cena deles voltando a se falar. Pensei que talvez Deb tentasse se matar, mas ela vai ficando com cara de psicopata e…WTF? Tenta se matar junto com Dexter!
Sambaram na minha cara com esse final. Claro que Dexter não ia morrer no começo da temporada, mas isso muda tudo e aquela possibilidade em que divaguei anteriormente, de que talvez Dex morra no final e que Deb o mate por querer, se torna mais possível e imaginável. Ao mesmo tempo em que, salvar Dexter (em vários sentidos), parece ser sua sina.
Ps.: Meio aleatória essa história da filha do Masuka, mas estou começando a aceitar que os roteiristas também precisam dar fechamento nas histórias dos outros personagens.
Ps2.: O que eles querem com essa nova vizinha? Cadê Hanninha?
Review também disponível no Portal Conquistadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s