WHAT’S EATING DEXTER MORGAN? (Dexter S08E03)

dex03Redenção?

O pequeno (graciiinha) Harry, começou o episódio dando um pequeno susto em todos nós, incluindo Dexter. Os roteiristas adoram levantar a discussão de que ele pode se tornar um assassino por talvez ter presenciado a morte da mãe, assim como aconteceu com seu pai. Só que dessa vez foi apenas uma overdose de picolé e uma brecha para a reflexão do xarope: Ahh se um xarope também ajudasse a minha irmã.
É Dex, não tá fácil ajudar a Deb. Depois das dorrgas, agora é a vez do álcool. Deb faz de tudo para fugir de sí e por alguns momentos não sentir culpa. É a única coisa que ela sabe que quer, nesse momento: se livrar da culpa, que faz com que ela não queria mais estar presente, cansou de viver em negação (como fez a cliente traída pelo marido). Confessar parece ser o mais próximo que ela consegue chegar da redenção, mesmo que a prisão não lhe traga paz.
Eu sabia que aqueles previews estavam enganando. A confissão de Debra foi mais uma atuação primorosa de Jennifer Carpenter (Cadê o Emmy dessa mulher?), porém, longe de desencadear consequências nas proporções esperadas quando isso acontecesse. A confissão não foi levada a sério por seu fiel capacho, Quinn. Além de estar, mais uma vez, bêbada, a ex-tenente foi protegida por ele, que chamou Dexter, o que ela menos queria.
E o que Dexter faz? Entrega na mão de Deus. Melhor, nas mãos da Dra. Vogel, sua mais nova confidente (Vogel não é um xarope, Dex). Entendo que ela tenha habilidades por conta de sua profissão, mas o nosso querido psicopata está se deixando levar fácil demais. Ainda não sabemos de que lado ela está, se é que existem lados. Seus interesses são ainda muito obscuros, e para um cara como o Dexter, me parece muita negligência confiar tão rapidamente em qualquer um. Vogel parece estar tentando colocá-lo na forminha dos psicopatas, mesmo tendo dito que ele é diferente, está tentando afastá-lo de Deb e dos sentimentos que o tornam mais humano. Se é que ele sente alguma coisa, né, a doutora pode estar certa quanto aos reais interesses de Dexter.
Achei o episódio meio morno, esperava que o ritmo dessa última temporada só aumentasse, nos deixando cada vez mais ansiosos para o grand finale. Mas já fico contente com as mudanças no padrão das temporadas. Como por exemplo, o fato de a polícia já estar fora das investigações do “inimigo” da vez.
Este episódio não pode ser tachado de filler, pois a história andou. Só queria que tivesse andado um pouco mais, sinto uma certa enrolação da parte dos produtores, parecem estar guardando tudo para o final. Espero estar enganada. A preview do próximo episódio já dá sinais de grandes acontecimentos, mas vamos com calma (previews…previews), mesmo que uma série como Dexter nos permita, em sua última temporada, ter altas expectativas.
Review também disponível no Portal Conquistadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s