Sem título (por enquanto)

source:  http://500px.com/photo/13052287

Caminho olhando para frente por medo de olhar para trás
Evito poças d’agua
Evito novos caminhos
Eles me assutam
Elas refletem demais

Meus pés se sujam
com a sujeira de outros pés
Meus olhos ardem com a luz
que ilumina outras tezes
É tudo junto e tão separado
É todo o mundo por todo lado

Caminhar é apelido
eu vou quase correndo
tentando alcançar o tempo
que insiste correr

Quando acaba o ar
Sou obrigada a parar
e acabo percebendo
que cheguei não sei onde, nem como faz para chegar.

(Sugira um título para este poema nos comentários, querido leitor imaginário)

2 pensamentos sobre “Sem título (por enquanto)

  1. Será, Dan?
    É que às vezes a gente acha que se ficarmos parados, tudo continuará como está e isso é mais seguro (mais vale um pássaro…).
    Temos nossa zona de conforto preservada, mas nos esquecemos que o mundo todo e todo mundo não depende de nós para se mover e que escolher ficar parado, já é uma escolha que pode mudar tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s