Sujeito Oculto (Eu)

Pode ser meio forçado, meio brega, mas acho que serve para manter este blog vivo. É na verdade uma música, mas cortando um pouco talvez sirva melhor como texto ou poema, não sei. Aí vai mais um texto aleatório..(com direito a imagem hipster :x)

Source: http://ritsukame.tumblr.com/

Coberta de horas eu não consigo verbalizar
Nada agora, tudo o que faço é adverbiar
O modo como eu me sinto
O modo como presencio calada
Tudo ao meu redor


Talvez se eu fizesse uma oração 
Colocasse um verbo na sentença do meu coração


Talvez assim o meu sujeito pudesse agir,
pudesse se mover sentir
algo mais, ser capaz.


Mas me faltam palavras, não tenho vocabulário
E cada palavra que escrevi no meu diário
foi apagada junto com todas as memórias,
junto de todas as histórias que vivi.



Um pensamento sobre “Sujeito Oculto (Eu)

  1. Viver, sentir, emudecer. Nossas vidas tem sempre desses verbos e muitos outros, nos faz ser quem somos. Mas um dia a chuva (ou o vento, o fogo, a raiva ou qualquer outra força maligna) vem e nos leva todas as folhas desse diário. O que nos sobrará para lembrar e sentir os velhos gostos?

    Que letra linda e doce, mais uma para o cancioneiro das que aquecem o coração.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s