Don’t Bury Me, Please.!


    Sim, os títulos ultra criativos com o nome do blog voltaram.! Já faz algum tempo que eu assisti ao filme “Buried” ou “Enterrado Vivo” no Brasil, mas resolvi postar uma breve resenha hoje, porqueee..Deu na telha..é isso.


   Eu não sei se isso é um spoiler, mas é meio obvio que o filme inteiro se passa dentro do caixão, você e Ryan, Ryan e você. Nada mal, hein?
Olha, eu achei que ia me sentir muito pior assistindo a esse filme, porém, ele consegue ser claustrofóbico na medida certa. O suficiente para afetar, mas não para fazer deixar de assistir.
   É uma escolha um tanto perigosa e ousada passar o filme todo na mesma locação (se é que pode-se chamar assim) tinha  um número considerável de  fatores que tornariam o filme um fracasso. Acontece que o roteiro é muito bom, a direção consegue não ser entediante num espaço tão pequeno e Ryan fez um ótimo trabalho, provou de vez que não é só um rostinho e um corpinho e um tudo bonito. E eu que não via uma boa atuação da parte dele em cenas mais sérias em seus filmes anteriores, tive uma ótima surpresa.
    Não tem como não se colocar no angustiante lugar de Paul Conroy, personagem de Ryan, e a nossa sensação de terror vai aumentando gradualmente junto a dele, caminhando para o clímax.


##############Sobre o final #SPOILER
  É claro que torci para que Paul sobrevivesse, e senti uma pontinha de esperança quando no final, Dan Brenner disse que tinha o encontrado, porém, achei muito mais válida a escolha de que Paul não se salvasse, isso preservou a realidade da história e a veracidade dos fatos
###############FIM dos SPOILERS


    O filme pode não ser de uma história real, mas é baseado em milhares de histórias parecidas, e vem com cheio de críticas embutidas às políticas de guerra dos EUA. Não é muito o meu tipo de filme, se é que eu tenho um tipo de filme, o que quero dizer é que não é dos meus preferidos, mas é um bom filme e uma boa perda de tempo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s